Aykan Safoğlu é artista. Realiza filmes, fotografias e performances nos quais procede por investigações abertas sobre pertencimento cultural e étnico, forjando relações entre geografias, universos linguísticos e temporalidades distintas. Formou-se na Universidade das Artes, Berlim (2010), concluindo mestrado pelo Bard College, Nova York (2013). Apresentou a exposição individual Off-White Tulips na Uqbar, Berlim (2013) e no Museu de Arte de Ystads (2016). Participou das exposições coletivas Reframing Worlds, na nGbK Berlim, (2017) e Blooming Signals, Kunstraum Munique (2018), entre outras. Participou de festivais como os de Montreal (2014), Outfest – Los Angeles (2015), Oberhausen (2016) e Dhaka (2016).

O vídeo OFF-WHITE TULIPS (2013) é composto inteiramente de imagens de arquivo e registros de objetos que são escritos, um a um, pela câmera, criando uma conversa imaginária entre o artista e o escritor americano James Baldwin, que viveu em Istambul entre os anos 1960 e 1970. Safoğlu aproxima sua jornada pessoal com a de Baldwin, cuja identidade como negro gay abre a porta para o cineasta explorar as dimensões políticas do racismo e da tolerância, enquanto mobiliza os ícones populares turcos e americanos da época para a conversa, numa espécie improvável de autobiografia narrada em terceira pessoa.


Tags