Vive e trabalha em São Paulo.

Cineasta e ativista, é diretora do Instituto Patrícia Galvão - ONG dedicada a projetos sobre direitos da mulher e meios de comunicação de massa. Foi uma das fundadoras do instituto, em 2001, junto com um grupo de ativistas feministas atuantes nas áreas do jornalismo, vídeo, publicidade e internet. Na década de 1990, foi coordenadora de comunicação da Rede Nacional Feminista de Saúde. Participou da criação de um abrigo para mulheres vítimas da violência, e já fez mais de 40 filmes sobre temas relacionados aos direitos femininos, com os quais recebeu uma série de prêmios. Há alguns anos deixou o cinema de lado para buscar formas mais diretas de atingir a sociedade.