Performance realizada em 2005, no marco do 15º Festival. Seu leitmotiv parte das revelações fotográficas escandalosas que foram exibidas como parte dos acontecimentos no exército Norte-americano, na prisão de Abu Ghraib,  nas prisões secretas de Bagram no Afeganistão, e na Base Naval de Guatánamo em Cuba, onde colocam em evidência o uso da feminilidade como arma de controle e humilhação. A recriação do abuso se observa na submissão dos jovens reclusos, que acatam sem hesitar a voz de sua comandante, e acocorando-se em um ato inerte, ‘limpam’ com uma escova de dentes as ruas de São Paulo. A obra foi comissionada pela Associação Cultural Videobrasil.

Saiba mais sobre esta obra na Plataforma:VB