Realização |
  • Associação Cultural Videobrasil
  • SESC São Paulo
Curadoria geral |

A poesia audiovisual foi o tema da décima edição do Festival, que, além da mostra competitiva, apresentou um panorama do gênero, com artistas de diferentes partes do mundo. O evento ganhou novo nome, passando a se chamar Festival Internacional de Arte Eletrônica, e a programação ocupou o SESC Pompéia e o Centro Cultural São Paulo. Um evento paralelo foi especialmente preparado por curadores convidados da América Latina, dos Estados Unidos, da Alemanha, da Espanha, da França e da Inglaterra.

A escolha do tema foi um reflexo dos próprios rumos da produção eletrônica no Brasil e em outros países, com um crescente interesse na exploração artística de novos suportes. Coerente com a tendência, o Festival aboliu as categorias de ficção e linguagem televisual, voltando-se para a videoarte, os documentários e as animações. Nesta edição, a mostra competitiva tornou-se mais abrangente e foi aberta a participantes de todo o hemisfério sul. Instalações e performances de nomes como o brasileiro Marcelo Tas, o francês Robert Cahen, o holandês Jaap de Jonge e a americana Rita Myers também ocuparam o SESC Pompéia, visitado por um público recorde.

Programação

mostra competitiva

Mostra Competitiva do Hemisfério Sul

A mostra buscou estabelecer um panorama da produção de vídeo experimental, com foco no tema “Poesia”. Foram recebidas 239 inscrições, das quais o júri selecionou 37 obras de 45 artistas da Argentina, Austrália, Brasil, Chile e Uruguai.

mostra de filmes e/ou vídeos

Panorama da Poesia Audiovisual na Alemanha

Nesta curadoria, Hermann Nöring procurou dar uma visão geral da produção alemã do início dos anos 1990, reunindo desde a videoarte "clássica" até trabalhos gerados por computador.

Panorama da Poesia Audiovisual na América Latina

Com curadoria de Jorge La Ferla (Argentina), Solange Farkas (Brasil) e Ricardo Casas (Uruguai), a mostra foi composta por compilações independentes da Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia e Uruguai.

Panorama da Poesia Audiovisual na Espanha

A curadoria de Carlota Alvarez Basso contemplou profissionais e artistas que trabalham com vídeo e, de certa forma, questionam as fronteiras linguísticas e artísticas desse suporte.

Panorama da Poesia Audiovisual na França

A curadoria de Jean-Marie Duhard reuniu vídeos que têm como enfoque principal o diálogo entre o vídeo e a literatura. O curador esteve presente e fez uma apresentação sobre a mostra que concebeu.

Panorama da Poesia Audiovisual na Inglaterra

A curadoria de Michael Mazière, composta por três partes, enfatizou subjetividade, íntima e singular, em uma tentativa de evitar uma interpretação puramente "modernista do poético".

Panorama da Poesia Audiovisual nos Estados Unidos

A curadoria de Stephen Vitiello reuniu vídeos que trazem referências à memória, aos sonhos e ao passado, além de explorarem de forma evidente a forte conexão entre som-imagem e imagem-som.

Retrospectiva Rob Rombout

A mostra retrospectiva de Rob Rombout, um dos mais conceituados documentaristas da Europa, foi composta por seis de seus vídeos.

Retrospectiva Videobrasil

A Retrospectiva Videobrasil (1983-1992) foi composta de uma seleção de vídeos, fotografias e objetos representativos das edições anteriores do Festival.

exposição

"A Casa dos Monstros", Marcelo Tas

A videoinstalação de Marcelo Tas é uma versão eletrônica potencializada da famosa ‘Sala dos Espelhos’ dos antigos parques de diversão.

"Ações Reflexas", Guto Citrangulo

A videoinstalação de Guto Citrangulo era composta por alguns monitores postos sobre o lago do SESC Pompeia que emitiam imagens amplamente divulgadas de momentos geradores de catarses coletivas.

"La Porciúncula", Joseantonio Hergueta

A videoinstalação do espanhol Joseantonio Hergueta faz parte da série de trabalhos Epistolario. A obra é uma construção sobre evocações de fervor.

"Le Souffle du Temps", Robert Cahen

A videoinstalação de Robert Cahen explora o escuro como representação da espera, da surpresa e das emoções provenientes da expectativa.

"Motorway", George Snow

Na videoinstalação de George Snow, o espectador assiste em telas à sua volta, no interior da réplica de um carro, fragmentos de imagens captadas em estradas, reeditadas e misturadas pelo autor com outras imagens.

"Resurrection Body", Rita Myers

A videoinstalação da artista norte-americana Rita Myers procura localizar o corpo humano como um lugar para expressão de sentidos desestabilizados e reconstituídos.

"Sem Título, 1994", Dieter Kiessling

A obra do artista alemão Dieter Kiessling faz parte de uma série de instalações que tem como tema os meios de comunicação eletrônicos e suas características básicas.

"Separeted at Birth", Bruce Yonemoto

A videoinstalação de Bruce Yonemoto traz duas representações culturais marginais juntas, uma representação histórica criada no Brasil e outra criada simultaneamente nos Estados Unidos.

"Tempo Vento Morte, Luz Vento Luz", Carlos Nader

A videoinstalação de Carlos Nader, composta por um corredor, vento e imagens em vídeo, explora conceitos como transitoriedade, morte e tempo.

"Terminal II", Jaap de Jonge

A instalação do holandês Jaap de Jonge é uma visualização da violência da guerra nesse fim de século. O projeto conta com o apoio do World Wide Video Centre.

"The Shape of Pain", Breda Bedan e Hrvoje Horvatic

Videoinstalação de Breda Bedan e Hrvoje Horvatic pela qual a dupla de artistas iugoslavos explora de forma radical uma participação física e corporal dos visitantes, integrando elementos simbólicos e sensoriais.

Exposição Retrospectiva Videobrasil

A exposição Retrospectiva Videobrasil, com a coordenação de Isabel Amado, reuniu troféus, cartazes e fotografias históricas dos primeiros festivais Videobrasil e seus participantes.

Video streamer

Videoinstalação do artista norte-americano Edward Elliot, feita a partir da edição de imagens em computação gráfica.

performance

"No Sleep and a (Dead) Bird", Stephen Vitiello

A performance de Stephen Vitello é uma apresentação de música integrada com imagens gravadas que fluem pelas telas e pelos monitores presentes no espaço.

"Poscatidevenum - Um Espetáculo de Música e Imagem", Eder Santos e Paulo Santos

Instalação multimídia de Eder Santos e Paulo Santos composta por música, fala, imagens de vídeo e cinema, texto literário, dança e artes plásticas.

"Videomáscaras" e "Videocriaturas", Otávio Donasci

Otávio Donasci foi o criador do Projeto Videoteatro, que gerou várias alternativas de expressão multimídia que interagiam com o público. Para o 10º Videobrasil, o artista apresentou Videocópterus, Videomoite e Videomensageiros.

programas públicos

Conferência: "A Videoarte Alemã nos Anos 80"

A conferência “A Videoarte Alemã nos Anos 80”, com Axel Wirths, apresentou um olhar retrospectivo sobre a produção germânica de vídeos da última década.

Fórum de Debates: Curadoria, Registro e Conservação da Arte Eletrônica

A preocupação de como lidar com as tecnologias eletrônicas a serviço da produção artística estimulou o “Fórum de Debates: Curadoria, Registro e Conservação da Arte Eletrônica”.

workshop

"Directing Reality", Rob Rombout

Workshop orientado pelo documentarista belga Rob Rombout, cujo objetivo foi discutir as questões que permeiam a direção de videodocumentários – o enfoque jornalístico e autoral, o roteiro, a produção – perante a imprevisibilidade da realidade.

"Video streamer", Edward Elliot

O workshop de video streamer, orientado pelo artista Edward Elliot, resultou na videoinstalação homônima exposta durante o 10° Festival.

documentação

Videojornal

O Videojornal foi realizado pela equipe da Emvideo, sob direção de Eder Santos. Cobriu o Festival por meio de entrevistas com o público, realizadores e críticos, além de reportagens sobre a programação.