Realização |
  • Associação Cultural Videobrasil
  • SESC São Paulo
Curadoria geral |

A performance foi o tema central do Festival, sediado novamente no Sesc Pompeia, que teve programação estendida para três semanas e dividiu a mostra competitiva Panoramas do Sul em três eixos: Estado da Arte (voltado à produção de artistas consagrados), Investigações Contemporâneas (pesquisa) e Novos Vetores (artistas emergentes). O público de 15 mil pessoas assistiu ainda as retrospectivas históricas de performance dedicadas à obra da sérvia Marina Abramovic e à produção do centro nova-iorquino de mídia The Kitchen, do World Wide Video Festival holandês e do próprio Videobrasil; e as nove performances ao vivo, realizadas pelos brasileiros Chelpa Ferro, feitoamãos/F.A.Q., Frente 3 de Fevereiro, Marco Paulo Rolla, Eder Santos e Detanico Lain, pela alemã-queniana Ingrid Mwangi, pela indonésia Melati Suryodarmo e pela norte-americana Coco Fusco, que comandou uma intervenção em frente ao Consulado Geral dos Estados Unidos. O Festival realizou encontros entre público e artistas como a mineira Terezinha Soares, precursora brasileira da performance, além de noites de live-image, debates e um workshop de performance coordenado por Marco Paulo Rolla e Marcos Hill, do Centro de Experimentação e Informação de Arte (MG). Recebeu 114 convidados do Brasil e do exterior e distribuiu seis prêmios, três deles residências que prevêem a realização de obras audiovisuais.


Acesse o hotsite do 15º Festival

Programação

mostra competitiva

Panoramas do Sul: Estado da Arte

A mostra competitiva recebeu 652 inscrições provenientes de 41 países, pertencentes ao "eixo Sul". Destes, foram selecionados 130 trabalhos, organizados em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

Panoramas do Sul: Investigações Contemporâneas

A mostra competitiva recebeu 652 inscrições provenientes de 41 países, pertencentes ao eixo geopolítico Sul. Destes, foram selecionados 130 trabalhos, organizados em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

Panoramas do Sul: Novos Vetores

A mostra competitiva recebeu 652 inscrições provenientes de 41 países pertencentes ao eixo geopolítico Sul. A partir delas, foram selecionados 130 trabalhos, organizados em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

mostra de filmes e/ou vídeos

"Extremidades do Vídeo", curadoria de Christine Mello

Originada na tese de doutorado “Extremidades do Vídeo”, a curadoria de Christine Mello reúne obras brasileiras que ilustram as infiltrações semióticas do vídeo nos diferentes campos da estética contemporânea e sua influência em outras manifestações artísticas.

Antologia Videobrasil de Performances, curadoria de Solange Farkas

A mostra reúne 18 performances comissionadas ou exibidas pelo Festival entre 1992 e 2003. Variadas na natureza, as performances têm em comum a relação com o vídeo – fundamento que registra e comenta.

Coco Fusco

A mostra reúne três trabalhos em vídeo que atestam a relação performática da artista nova-iorquina Coco Fusco com o meio eletrônico.

FF>>Dossier, curadoria de Eduardo de Jesus

A curadoria de Eduardo de Jesus deriva do programa da publicação on-line FF>>Dossier, e inclui os brasileiros Wagner Morales, Gisela Motta e Leandro Lima, DetanicoLain e Lia Chaia; o mexicano Manolo Arriola; e o nicaranguense Ernesto Salmerón, entre outros.

Ingrid Mwangi

A mostra reúne registros de sete performances realizadas entre 1998 e 2003 pela artista queniana Ingrid Mwangi. Mwangi usa corpo, voz e projeções de formas e cores para falar de perda da liberdade, violência e dor.

Marco Paulo Rolla

O esforço humano para construir um sentimento de conforto em relação à vida – e seu fracasso inevitável – é um tema recorrente nas oito performances de Marco Paulo Rolla aqui apresentadas. Elas cobrem a produção do artista entre 1999 e 2005.

Marina Abramovic Anthology

A retrospectiva reúne obras-chave da artista sérvia Marina Abramovic, que se aventurou pela performance nos anos 1970, tornando-se referência. As obras exemplificam sua crença na ideia de superação física e emocional.

Melati Suryodarmo

Doze obras atestam a evolução da obra de Melati Suryodarmo, artista indonésia, discípula de Marina Abramovic e integrante do Independent Performance Group. Os registros, produzidos entre 1998 e 2004, fazem referência constate à cultura indonésia.

The Kitchen Performance Anthology, curadoria de Stephen Vitiello

A mostra antológica reúne performances promovidas pelo centro de mídia e teatro nova-iorquino no período evervescente de meados dos anos de 1960 até início dos 1980, retratando um panorama histórico das práticas performáticas nos Estados Unidos à época.

WWVF Anthology Performance, curadoria de Tom van Vliet

A mostra antológica reúne registros de performances e obras de caráter performático apresentadas em várias edições do World Wide Video Festival, considerado um dos mais inovadores eventos de arte eletrônica do mundo, baseado na Holanda.

performance

"Bare Life Study #1", Coco Fusco

Coco Fusco apresentou pela primeira vez sua performance Bare Life Study #1. O cenário é uma calçada cheia de brasileiros em busca de visto norte-americano em frente ao consulado, em São Paulo. A artista comanda 40 performers numa sátira à militarização dos EUA.

"Carro Bomba - Guia Antipânico e Invenções Rotativas", Grupo feitoamãos / FAQ

A sensação generalizada da iminência de um ataque é explorada pelo feitoamãos/FAQ nesta performance feita de fumaça, projeções, barulho e aglomeração. O grupo é um desdobramento do coletivo feitoamãos que, desde 1999, faz projetos colaborativos em arte.

"Engrenagem", Eder Santos

A performance-concerto relê as obras mais importantes realizadas por Eder Santos nos últimos 20 anos, com a participação, ao vivo, dos convidados Paulo Santos e Stephen Vitiello, músicos, e da performer Ana Gastelois.

"Exergie - Butter Dance", Melati Suryodarmo

Integrante do Independent Performance Group, fundado por Marina Abramovic, a indonésia Melati Suryodarmo usa de concentração absoluta para caminhar, de salto alto, sobre pedaços de manteiga. A crença no corpo físico e o limite emocional dão o tom da performance.

"Futebol", Frente 3 de Fevereiro

O episódio de racismo envolvendo o jogador brasileiro Grafite e o argentino Leandro Desábato, em abril de 2005, serve de ponto de partida à performance do coletivo, que trabalha com intervenções urbanas.

"My Possession", Ingrid Mwangi

Ingrid Mwangi transita pelo estranhamento desde que partiu do Quênia natal, aos 15 anos, para viver na Alemanha da mãe. Em suas performances, usa corpo e voz para expressar a personalidade singular que essa experiência moldou.

"Sound Waves for Selected Landscapes", Detanico Lain

Linhas e pixels que compõem representações digitais do mundo são a base das formas de Angela Detanico e Rafael Lain. Nesta performance, a dupla faz música ao vivo e exibe imagens figurativas, próximas da experiência concreta do real.

"Urgência Social", Marco Paulo Rolla

Nas performances de Marco Paulo Rolla, o acaso programado emerge para espatifar um cotidiano de fausto e conforto – e, freqüentemente, para transfigurar a assepsia do cubo branco. Urgência Social aguarda os visitantes com a possibilidade do inesperado dentro da rotina.

Chelpa Ferro

Vindos de uma passagem importante pela Bienal de Veneza (2005), os artistas Barrão, Luiz Zerbini e Sergio Mekler voltam ao Videobrasil para apresentar a nova performance, onde produzem música usando instrumentos convencionais e inventados.

VJ Nights

Ao longo do Festival, três grupos de realizadores produziram happenings inéditos de música e live-image a partir da manipulação coletiva e do reaproveitamento de seus próprios bancos de imagens. Todos os artistas do Panoramas do Sul foram convidados a participar.

programas públicos

Ciclo de Debates: "Arte e Política: A Relação entre Artistas e Práticas Sociais?"

O debate "Arte e política: A Relação entre Artistas e Práticas Sociais", mediado por André Brasil, aborda a relação entre as práticas artísticas dos coletivos no Brasil e suas aproximações com os movimentos sociais. Quais são as motivações deste tipo de associação? A arte abre mão da estética para a política se estetizar?

Ciclo de Debates: "Banco de Dados como Possibilidade de Construções Acumulativas de Idéias e Obras"

O debate sobre o Banco de Dados, mediado por Eduardo de Jesus, tratou de entender a ferramenta como possibilidades de construção de ideias e obras, e suas ressignificações, tomando a base de dados como um campo a ser explorado, inclusive por artistas.

Ciclo de Debates: "Centros de mídia como espaço para realização, mostras e preservação de trabalhos e propostas artísticas"

O debate sobre Centros de Mídia, com mediação de Christine Mello, teve como objetivo pensar modelos de instituições e organismos que funcionam como centros de produção, estudo e intercâmbio de trabalhos artísticos audiovisuais na América Latina

Ciclo de Debates: "Reapresentação de Performances: De que Forma a História se Repete?"

Com mediação de André Brasil, o debate "Reapresentação de Performances" buscou discutir a questão da efemeridade da linguagem e de como lidar historicamente com essa condição. Como reavivar um trabalho de arte que se caracteriza por sua efemeridade? 

Ciclo de Debates: "Situações de Risco no Campo Protegido da Arte"

O debate "Situações de Risco no Campo Protegido da Arte", mediado por Eduardo de Jesus, buscou indagar que tipo de proposição artística é capaz de instaurar situações de perigo nos espaços protegidos de museus e galerias de arte, bem como em espaços públicos.

Ciclo de Debates: “Qual é o lugar da experiência performática no circuito da arte?”

Com mediação de Christine Mello, o tema da mesa "Qual é o Lugar da Experiência Performática no Circuito da Arte?" levantou algumas questões sobre a inserção e legitimação desse tipo de prática artística no sistema das artes, incluindo a instituição e o mercado.

Ciclo de Palestras FAAP - Videobrasil de Artes Eletrônicas

A Associação Cultural Videobrasil programou uma série de palestras com artistas e teóricos convidados pelo Festival a serem apresentadas na FAAP, dentre eles o fotógrafo e ativista de Bangladesh, Shahidul Alam, o curador Jorge Laferla e o artista Wagner Morales.

Encontro com Artista: Chelpa Ferro

O Chelpa Ferro, que apresentou sua performance no teatro do Sesc Pompeia, falou ao público de sua obra. O grupo carioca – formado por Barrão, Luiz Zerbini, Chico Neves e Sérgio Mekler – abordou a convergência das artes plásticas com a música.

Encontro com Artista: Coco Fusco

A artista Coco Fusco conversou com o público sobre seu trabalho, focalizando a discussão sobre a performance realizada para o 15º Videobrasil.

Encontro com Artista: Detanico Lain

Angela Detanico e Rafael Lain conversaram sobre a performance que apresentaram no festival, demonstrando os procedimentos técnicos de elaboração, discutindo as idéias que permeiam a obra e relacionando a outros trabalhos em desenvolvimento.

Encontro com Artista: Eder Santos, Paulo Santos, Stephen Vitiello e Ana Gastelois

Os artistas da performance Engrenagem conversaram com o público no dia seguinte à apresentação. Eles relataram o modo de criação coletiva da obra e analisaram como tinha se realizado no Festival.

Encontro com Artista: F.A.Q./ feitoamãos

Os integrantes dos grupos F.A.Q. e feitoamãos, além de Wilson Sukorski, que apresentaram a performance Carro Bomba – Guia Antipânico e Intervenções Rotativas na abertura da segunda semana da 15ª edição do Videobrasil, participaram do Encontro com Artista. Nesta conversa, mediada por André Brasil, os artistas falaram sobre o processo de construção da obra, que foi elaborada pela convergência de imagens, som e improviso em cena, e estruturada por um "gráfico de tensão" que determinava a atmosfera da apresentação. Um assunto muito discutido no debate foi a espetacularização da morte e a fascinação pelo horror que os meios de comunicação, muitas vezes, acabam exaltando. O público questionou o intuito da performance, se seria apenas uma continuidade desse processo, como uma celebração ou mesmo apologia ao terror, ou se a performance buscava fazer uma crítica efetiva aos ataques terroristas. A ambiguidade de estar entre o espetáculo e o acontecimento, entre o real e o simulacro, potencializou esse questionamento. Segundo os artistas, a obra tentou promover uma reflexão sobre o risco permanente em que vivemos, com a constante tensão e, ao mesmo tempo, com o hábito de pequenos sustos cotidianos que fazem esmorecer a indignação.

Encontro com Artista: Frente 3 de Fevereiro

Integrantes do coletivo Frente 3 de Fevereiro, que abriu o 15º Videobrasil com a performance Futebol, reuniram-se no Encontro com Artista para falar sobre a obra, que ilustra a herança escravocrata revelada em comportamentos cotidianos da sociedade brasileira.

Encontro com Artista: Ingrid Mwangi

A artista Ingrid Mwangi conversou com o público sobre seu trabalho. A discussão foi focada na performance realizada para o 15º Videobrasil.

Encontro com Artista: Marco Paulo Rolla

O artista Marco Paulo Rolla e os outros participantes da performance Urgência Social conversaram com o público no dia seguinte à apresentação. Foram debatidos possíveis sensações, conceitos e significados abarcados pela performance.

Encontro com Artista: Teresinha Soares

A artista Teresinha Soares, considerada uma das pioneiras da performance no Brasil, deu um depoimento sobre sua carreira e respondeu às perguntas do público no final da conversa.

Palestra "Transmediale", com Thomas Munz

Thomas Munz, curador do festival Transmediale (Berlim, Alemanha), falou sobre o evento e exibiu uma seleção de vídeos.

workshop

Performance, com Marco Paulo Rolla e Marcos Hill

Workshop sobre performance com dois dos mais conceituados pesquisadores do gênero no país, Marcos Hill e Marco Paulo Rolla. A proposta foi estudar as referências bibliográficas e os exemplos históricos, bem como desenvolver ações propostas pelos participantes.

documentação

TV RG do 15 VB

A TV RG buscou compartilhar com o público os pensamentos e discussões que envolveram a atmosfera do 15o Festival. As informações geradas ao longo das três semanas foram elaboradas, ao final, em uma síntese de toda a programação.

Videobrasil On-Line

O Videobrasil On-Line, base de dados que estrutura o conhecimento sobre o circuito sul acumulado pela Associação, ganhou um espaço à parte no Festival: um laboratório, onde os editores partilhavam com artistas, curadores e pesquisadores novas formas de indexação.