Realização |
  • Associação Cultural Videobrasil
  • SESC São Paulo
Curadoria geral |

Sob o tema Limite: Movimentação de Imagem e Muita Estranheza, o 16º Festival Internacional de Arte Eletrônica SESC_Videobrasil traz ao público uma intensa programação de vídeos, filmes, performance, palestras, encontros e seminários, que têm como foco as aproximações entre o cinema, a arte e os meios eletrônicos. Expandidas para o CineSesc, as atividades se concentram, pela primeira vez, no SESC Avenida Paulista.

A mostra competitiva Panoramas do Sul atualiza o mapa bienal que o Festival traça da produção eletrônica do eixo sul geopolítico do mundo, com 66 obras vindas da América do Sul, África, Ásia e Europa do Leste. O eixo Cinema+Vídeo+Arte reúne artistas que expandiram os limites da obra cinematográfica e outros que continuam esse movimento ainda mais longe. A programação inclui a exposição Tulse Luper Suitcases, de Greenaway; a maior retrospectiva do pioneiro alemão Marcel Odenbach já realizada na América Latina; mostras dedicadas ao documentário poético de Carlos Adriano e ao cinema iconoclasta de Edgard Navarro; instalações e vídeos de Arthur Omar; obras inéditas de Eder Santos e da dupla DetanicoLain, autores da identidade visual dessa edição. Os filmes transgressores do americano Kenneth Anger ancoram um ciclo dedicado ao cinema queer do século 20 e seleções de vídeo criadas por membros do júri do Festival trazem visões da produção de países como França, Canadá, África do Sul e Austrália. Em torno de temas que nascem da programação, como o impacto da tecnologia sobre as narrativas, o eixo Zona de Reflexão orienta os seminários, debates e palestras que reúnem artistas, pesquisadores e público.

A busca de ações cada vez mais abrangentes produz uma parceria inédita em 2007. Pela primeira vez, o Festival acontece simultaneamente em outra cidade. Por meio da Parceria Videobrasil na Bahia, o Museu de Arte Moderna da Bahia, em Salvador, abrigou parte da programação da edição, entre 9 e 18 de outubro.


Acesse o hotsite do 16º Festival

Programação

mostra competitiva

PANORAMAS DO SUL : Estado da Arte

A 16a edição do Festival recebeu 791 inscrições para a mostra competitiva, das quais foram selecionados 66 trabalhos. A comissão de curadores da mostra organizou as obras em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

PANORAMAS DO SUL : Investigações Contemporâneas

A 16a edição do Festival recebeu 791 inscrições para a mostra competitiva, a partir das quais foram selecionados 66 trabalhos. A comissão de curadores da mostra organizou as obras em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

PANORAMAS DO SUL : Novos Vetores

A 16a edição do Festival recebeu 791 inscrições para a mostra competitiva, a partir das quais foram selecionados 66 trabalhos. A comissão de curadores da mostra organizou as obras em três núcleos: Estado da Arte, Investigações Contemporâneas e Novos Vetores.

mostra de filmes e/ou vídeos

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Edgard Navarro

O “cinema possível” de Edgard Navarro nasce da “sopa contracultural e tropicalista” dos anos 1970. Nesse espírito, Navarro criou alguns dos filmes mais irreverentes da história das artes visuais no Brasil. A mostra reúne curtas históricos do diretor bahiano.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Kinds of Images", curadoria de Berta Sichel

Muros e túneis que separam e segregam, águas que engolem paisagens e universos paralelos que se medem são alguns dos elementos que compõem dualidades em Kinds of Images.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Le Temps des Elegants", curadoria de Jean-Paul Fargier

A elegância mostra várias faces na seleção de obras de artistas franceses que o artista, crítico e professor de cinema e TV Jean-Paul Fargier traz ao 16º Videobrasil.

CINEMA+VIDEO+ARTE : "Panoramas of the Imagination", curadoria de David Cranswick

Em obras que incorporam tanto a linguagem do cinema quanto as práticas das artes visuais, a mostra ilustra “a textura e diversidade” tanto da produção audiovisual da Austrália quanto da própria experiência australiana contemporânea.

CINEMA+VIDEO+ARTE : "The Cinema of Difficult Dialogues", curadoria de Martin Mhando

A curadoria do cineasta e professor tanzaniano traz uma reflexão sobre como os jovens cineastas africanos se batem não apenas com as mazelas sociais do continente, mas também com estruturas narrativas arraigadas na psique comunitária.

CINEMA+VIDEO+ARTE : "Um Punhado de Prazeres Sublimes", curadoria de Rodrigo Novaes

Reúne as visões singulares de artistas que exploraram os limiares do cinema como arte, produzindo uma influência que transcende os limites de sua condição marginal em relação à indústria.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Arthur Omar

Arthur Omar construiu, desde os anos 1970, uma trajetória que dissolve fronteiras entre diferentes territórios artísticos. Sua obra transita entre diversas linguagens e tem na violência social um tema-chave. O Festival reúne 12 de seus trabalhos.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Carlos Adriano

O cinema particular de Carlos Adriano elege o documentário como território de experimentação. O Festival exibe oito filmes realizados pelo artista brasileiro, produzidos entre 1988 e 2006.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Kenneth Anger

Um dos inventores do cinema experimental norte-americano, Kenneth Anger ganhou retrospectiva inédita no país, com nove curtas realizados entre 1947 e 1972.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Marcel Odenbach

Desde os anos 1970, o pioneiro Marcel Odenbach vem usando a imagem eletrônica para construir uma obra comprometida com questões políticas e sociais. O Festival traz a maior mostra dedicada ao artista alemão já realizada na América Latina.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : Peter Greenaway

O desejo de romper com os limites físicos da tela-quadro e da narrativa literária – por meio de um uso mais inventivo das tecnologias da imagem – move o artista britânico Peter Greenaway. A mostra inclui uma grande retrospectiva de filmes e programas de TV do artista.

exposição

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Braille Ligado", Detanico e Lain

Lugar de encontro entre as linguagens escrita e visual, os alfabetos e tipografias são universos recorrentes na obra dos artistas gaúchos Angela Detanico e Rafael Lain.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Low Pressure (Revezamento 3X1)", Eder Santos

A instalação Low Pressure, composta por um painel de LEDs, é exemplar da obra de Eder Santos, um dos grandes expoentes da arte eletrônica no país. Transitando entre vídeo, instalação e performance, Eder usa a imagem como elemento cenográfico e narrativo.

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Tulse Luper Suitcases", Peter Greenaway

Tulse Luper Suitcases reconstrói a vida de Tulse Luper, um escritor e projetista profissional, embrenhado numa vida de prisões. O work in progress inclui uma instalação com 92 maletas, três longas-metragens,  performance e jogo interativo.

CINEMA+VÍDEO+ARTE: Arthur Omar

O artista expôs três videoinstalações no 3o andar do Sesc Avenida Paulista.

CINEMA+VÍDEO+ARTE: Marcel Odenbach

O Festival trouxe a maior mostra dedicada ao artista alemão realizada na América Latina. A exposição contou com cinco videoinstalações, incluindo Disturbed Places –Five Variations on India.

performance

CINEMA+VÍDEO+ARTE : "Tulse Luper VJ Performance", Peter Greenaway

A performance é parte do projeto multimídia Tulse Luper Suit­cases. Greenway, convidado especial desta edição, comanda ao vivo a projeção de imagens na fachada do SESC Paulista na abertura do festival. As imagens mostram cenas da fantástica vida de Tulse Luper.

programas públicos

ZONA DE REFLEXÃO | Encontros do Sul: Espaços de memórias, referências e articulações

A criação de novos espaços administrados por artistas. O registro e a legitimação da arte que não é incluída em museus ou coleções de arte.

ZONA DE REFLEXÃO | Encontros do Sul: Programa Videobrasil de Residências

Apresentação dos artistas contemplados com as residências de 2008 do Programa, na presença das residências parceiras. Exibição do vídeo Un circle au tour du soleil, de Ali Cherri, e depoimento de Cao Guimarães.

Zona de Reflexão | Encontros do Sul: Residências Artísticas – Espaços de criar

A importância dos programas de residência artística no intercâmbio e geração de novas idéias.

ZONA DE REFLEXÃO | Encontros do Sul: Veículos e espaços virtuais

O ciberespaço como ambiente para reproduzir, armazenar e distribuir criações artísticas, e de engendrar novas relações entre estética e ativismo.

ZONA DE REFLEXÃO | Palestra: Jorge La Ferla – Cinema Expandido

O professor da Universidad de Buenos Aires e realizador de vídeo argentino Jorge La Ferla fala sobre a natureza dos meios audiovisuais.

ZONA DE REFLEXÃO | Palestra: Peter Greenaway - O Cinema está morto. Vida longa ao cinema!

O artista fala da morte “da moribunda tecnologia-estética chamada cinema” e exorta à busca do cinema “de irrealidade virtual” que as novas tecnologias tornam possível.

ZONA DE REFLEXÃO | Palestra: Tom van Vliet – Panorama 360º

O curador holandês Tom van Vliet fala do panorama de projeção em 360º que desenvolveu em parceira com arquitetos e técnicos, um ambiente imersivo com imagens em movimento sincrônico, onde artistas são convidados a trabalhar.

ZONA DE REFLEXÃO | Seminários: (Des)limites: hibridizações na imagem contemporânea

Em uma série de quatro debates, artistas, curadores e pesquisadores se debruçam sobre os temas desenhados em conjunto com os departamentos de Cinema, Rádio e Televisão e Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP.

ZONA DE REFLEXÃO | Seminários: A imagem em narrativas múltiplas

Em uma série de quatro debates, artistas, curadores e pesquisadores se debruçam sobre os temas desenhados em conjunto com os departamentos de Cinema, Rádio e Televisão e Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP.

ZONA DE REFLEXÃO | Seminários: Imagem e alteridade

Em uma série de quatro debates, artistas, curadores e pesquisadores se debruçam sobre os temas desenhados em conjunto com os departamentos de Cinema, Rádio e Televisão e Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP.

ZONA DE REFLEXÃO | Seminários: Imagem: outras mediações e experimentações

Em uma série de quatro debates, artistas, curadores e pesquisadores se debruçam sobre os temas desenhados em conjunto com os departamentos de Cinema, Rádio e Televisão e Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP.

ZONA DE RELFEXÃO | Encontros do Sul: Arte e espaço nômade

Para conquistar públicos, grupos de artistas viajam mostrando trabalhos e incitando a produção cultural em lugares inusitados.